redacao@pbvale.com.br


Vale do Mamanguape sofre com falta de representatividade e população programa protesto na PB-041

Paraíba 26/02/2013 às 14:00


Texto de 'OPINIÃO' publicado na coluna do radialista Felipe França:

Apesar de ser uma região com promessas de grande potencial econômico e possivelmente Industrial, a partir da ótica dos fatores que a duplicação da BR 101 e a Universidade Federal da Paraíba pode gerar de positivo para o Litoral Norte, especificamente o Vale do Mamanguape, demograficamente, composta por 11 cidades com capacidade e talento para tal, observamos ‘calados’ o crescimento e o desenvolvimento de outras regiões graças aos repasses permanentes de recursos federal e estadual, e em parte, a representatividade de políticos seja na Assembleia Legislativa da Paraíba como no congresso Federal.


Nas últimas eleições, o Vale do Mamanguape assistiu dezenas de deputados ocuparem as primeiras posições no raking eleitoral e, colaborou significativamente para o sucesso de parlamentares estadual e federal das regiões do Brejo, Borborema, Carirí e do Sertão.
 

Passou o tempo em que o Vale do Mamanguape detinha a marca de grande potencial econômico desde os idos dos Fernandes no apogeu da Indústria canavieira, como da antiga fábrica de tecidos em Rio Tinto. Eram homens que apesar do espírito ‘coronelistas’ em que sou totalmente contra, assentavam em cadeiras tinham força de ditar as regras do jogo, influenciado na repartição dos investimentos de forma igualitária para todas as regiões do estado. Exemplo disso, a construção da BR 101 que inicialmente iria passar por Sapé e não por Mamanguape, bem como a dragagem, do rio Mamanguape, que evitava inundações e o prejuízo a centenas de família, entre outros investimentos.
 

Hoje, uma triste realidade acomete as terras de homens e mulheres de bem, intelectuais, artistas, trabalhadores liberais, muitos, lamentam o desprezo de governantes que talvez não acreditam no diamante não lapidado que é o Vale do Mamanguape, ou talvez até, não assim o faz, por falta de alguém que represente bem nossa gente e fale das belezas mil que poderão encontrar nas terras dos professor Adailto Coelho Costa e de Vicente Elias Soares.
 

Está previsto para esta quarta-feira 27 de fevereiro mais um protesto que será realizado por taxistas e alternativos na PB-041. Motivo: melhorias nas estradas que ligam as cidades de Mamanguape, Rio Tinto, Marcação e Baia da Traição. Como publicou em sua página pessoal o radialista Chico Soares na manhã desta terça-feira 26:


Segue a lista dos deputados eleitos na última eleição estadual de 2010 e que, em sua grande parte, foram bem votados no Vale do Mamanguape: http://jhonatasricardo.wordpress.com/2010/10/04/deputados-estaduais-eleitos-na-paraba-resultado-da-eleies-2010-lista-de-deputados-federais-e-estaduais-eleitos-na-paraba/

 


Buraco localizado na saida de Mamanguape para Rio Tinto na PB-041. O problema perdura por cerca de 3 anos e, até hoje ninguém conseguiu resolver. A PB litorânea, a tempo necessita de um recapeamento. Depois das eleições municipais de 2012, as lideranças que representam o governo do estado na região sumiram e, população não recebe nenhuma satisfação dos descasos.

 

Por Felipe França/PBVale

Comentários

  • 28/02/2013 às 01:53

    Paiva

    gente por favor essa pb- 041 não suporta mais operação tapa buraco. tem que fazer um novo recapiamento e sinalizar para evita acidentes.

  • 27/02/2013 às 23:22

    Rosana Gadelha

    rm-gadelha@uol.com.br

    Sou Chefe de Gabinete do Deputado Raniery Paulino e esclareço que temos encaminhado vários apelos, requerimentos e pedidos de providências ao Governo visando solucionar os inúmeros problemas do Vale do Mamanguape. Estou fazendo todo o levantamento e encaminharei as cópias para que tomem conhecimento.Continuamos à disposição na ALPB!

  • 27/02/2013 às 16:28

    Celestino Neto

    c.nettort@hotmail.com

    Por essas e por outras que digo e afirmo, precisamos de representatividade ao menos na Assembleia Legislativa.Porém,representatividade verdadeira e de compromisso,não marionetes!

  • 27/02/2013 às 15:23

    Gil

    gill.campos@hotmail.com

    Lamento a reportagem. Mas como afirma o caro comentarista dizendo que o Vale do Mamanguape já teve representantes, os fernandes, discordo. Pois na historia de Mamanguape essa familia jamais fez o melhor para a cidade se desenvolver, isso vc ver como a cidade foi construida e continua destruida economicamente. Até o saneamento basico q chegou para melhorar um pouco a saude do nosso povo, foi constatado idicios de desvios de verbas e está sob judice. Repito como Boris Casoy: ISSO É UMA VERGONHA.

  • 27/02/2013 às 10:44

    MARINALDO VALENTIM DOS SANTOS

    marinaldo.valentim@hotmail.com

    Cadê os Representantes do Vale para tomar essas providências,fica díficil saber quem é esse agora uqando as eleições si aproxima aí SIM aparecem vários prometendo resolver todos os problemas e agora procurar QUEM ? ...

  • 27/02/2013 às 08:36

    Leandson

    leandson_leo@hotmail.com

    É triste saber que o vale não tem representate, no congresso nacional. Porém é lamentável lembrar que os últimos representantes que tinhamos, não nos representava e viviam na inércia parlamentar.

  • 26/02/2013 às 23:54

    o culpado e povo do vale do mamanguape que escolhe seus representantes de outra regiao deixando o filho do vale do mamanguape de fora.escolhendo gente que nao tem interese por nossa terra.

  • 26/02/2013 às 22:42

    Antonio Neto

    toinhobezerraneto@yahoo.com.br

    Eu acredito que não há protesto melhor que nas urnas. Mas infelizmente, o povo esquece. Se corrompem; se vendem... e por ai vai: Na concepção dos políticos os que estão protestando não tem moral, e realmente não tem; poquê dependo do exesso, tem alguns que vão presos. Se em época de eleição que é bom até para se morrer, e não fizerão nada imaginem agora no segundo mandato.

  • 26/02/2013 às 21:57

    Biu

    Calma que ano que vem tem eleição e o governador rapidinho vai consertar a PB! Logo aparecerão os BABÕES do governo e dirão "Esse é o Cara" kkkkkk

  • 01/03/2013 às 22:53

    José Junior

    juniorlnmail@gmail.com

    - É o que venho dizendo sempre. Com a proximidade das eleições, aparecem os obreiros e operadores de milagres. Todos, com aquela vontade de ajudar o povo! O problema, não consiste apenas nesses canalhas que vêm em busca do voto para sustentação das suas plataformas politico-financeiras, mas, sim, nos canalhas daqui, do Vale do Mamanguape. Aqueles mesmos que, se auto intitulam, representantes do povo, cabos eleitorais, alguns comerciantes, vereadores, ex-prefeitos, prefeitos e até mesmo, acreditem, lideres religiosos. Na realidade, cada um desses canalhas, defendem apenas o seu próprio interesse, que cargos terão a sua disposição no Governo do Estado, ou o quanto irão receber em troca do apoio e da catequização das ovelhas não pensantes, dotadas de anencefalia e de crises constantes de ausência de alfafa no cérebro. Na verdade, basta nos atermos mais atentamente nos noticiários políticos veiculados em programas de rádios locais para percebermos que, o que mais se discute atualmente, é de que forma a partilha do bolo será feita. É "líder" de partido fulano de tal reivindicando empregos para seus correligionários, caso contrário, vai fazer biquinho. É vereador reclamando que não está "comendo", e até prefeito querendo o seu pedaço. Ou será fruto da minha imaginação? - Mas, o maior culpado de toda essa estória que já virou história, é o povo! Até porque, os canalhas não estão só de um lado, existem canalhas do lado de cá também, aqueles que insistem em propagar a semente do descenso, da corrupção, da colonização, da exuberância do que é de fora, e da negação do que é local. Estes, não gostam de pensar, dá muito trabalho, não são bobos, adoram "babar", em troca de uma garrafa de cachaça, alguns tijolos, um abraço fraterno do rico no pobre, ou quem sabe, um tratamento médico, uma prótese dentária, é um ótimo preço pago pelo atraso. Que o diga os canalhas que buscam o voto. São os seus mais fortes argumentos e artifícios. Porque, educar o cidadão não é bom - gente esperta, significa independência, cabeça pensante, para que? Isso nunca resolveu o problema da sociedade, não vai dá certo aqui no Vale! - Sou de uma corrente filosófica que, defende que ministros de tribunais superiores da justiça, deveriam ser dirigidos ao cargo por concurso público. Penso que para ser político, o sujeito deveria cursar por no mínimo, quatro anos, numa universidade pública, o curso de Bacharel em Política Pública. Só poderia ser conduzido ao cargo público através de concurso público, com vigência de no máximo, quatro anos, sendo que, em caso de desvio mínimo de conduta, o mesmo deveria ser conduzido à cadeia, sem direito a fiança. - Sabemos que é utopia. A mesma utopia que nos anos vinte, não acreditava que homem pudesse ir ao espaço. Quem sabe não é? Tenho dito!

vídeo

Em Guarabira: Aluno é esfaqueado por colega dentro da escola; é o 2º caso em 15 dias

ver todos